logo
22.11.2017 · Vereador Vinicius Siqueira
Vinicius Siqueira ingressa mandado de segurança contra prefeito
img_1107_ver_vinicius_siqueira_fto_izaias_medeiros

Diante da negativa da maioria dos colegas da Câmara de Vereadores da Capital em aprovar requerimentos de acesso à lista de comissionados atuantes nas Secretarias Municipais de Assistência Social e de Tecnologia da Informação e Inovação, o vereador Vinicius Siqueira (DEM) ingressou com mandado de segurança contra o prefeito Marcos Marcello Trad (PSD). 

O vereador também quer ter acesso a documentos relativos aos gastos e contratações com o Consórcio Guaicurus. A intenção é entender os custos que levam a tarifa do transporte coletivo a ocupar um dos primeiros lugares entre as mais caras do País. 

Siqueira afirma ter iniciado os pedidos de informações por meio de ofícios que não foram atendidos pelo Executivo Municipal. Contudo, o vereador vem recebendo recorrentes denúncias de que os órgãos possam ter se transformado em ‘cabides’ de emprego, entre outras irregularidades, por isso solicita dados como o nome dos servidores, suas funções e horários de expediente além da folha de ponto dos mesmos. 

Os requerimentos foram apresentados durante sessão ordinária do dia 9 de novembro, mas o vereador acabou vencido por 14 votos contrários. Na oportunidade ele chegou a reclamar a falta de respeito com que a Prefeitura vem tratando membros da Casa. “Estamos sendo ignorados e por isso os ofícios evoluíram para requerimentos. Quando param de nos responder, nos ignoram e isso acaba com o poder de fiscalização dos vereadores”, reclamou.  O vereador enfatiza ainda que fiscalizar é dever dos vereadores e não seria diferente nesse caso, principalmente por conta das denúncias. 

O prazo dado para que o prefeito se manifeste é de 15 dias. 

Vivianne Nunes
Assessoria de Imprensa do Vereador

Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.