logo
22.04.2021 · Vereador Dr. Victor Rocha
Victor Rocha discute políticas de saúde mental de Campo Grande com representantes do CRP14/MS
img_20210422_122028_900

O vereador Dr. Victor Rocha (PP) recebeu na terça-feira (20) representantes do CRP14/MS (Conselho Regional de Psicologia) para discutir ações de fomento para implantação de políticas de saúde mental para a população de Campo Grande.  

A reunião foi marcada pela presidente do CRP14/MS, Marilene Kovalski, após apresentação do Projeto de Lei de autoria do parlamentar que autoriza a prefeitura Municipal a criar o Núcleo de Atendimento em atenção à Saúde Mental e Transtornos Psicológicos decorrentes da Pandemia da COVID-19 na Capital.

O projeto de Lei segue em tramitação na Casa, e visa direcionar o atendimento das pessoas acometidas por doenças mentais ocasionadas pelo isolamento social, bem como, transtornos ocasionados pelo cenário que a pandemia ocasionou.

“Discutimos a necessidade de uma política municipal de Saúde Mental, além da formação do projeto de apoio aos pacientes e familiares impactados pela Covid, também falamos sobre o que já tem sido feito e a necessidade de uma lei. Vamos construir essas políticas a quatro mãos”, ressaltou o vereador.

Para Marilene Kovalski a reunião foi muito produtiva. “Alinhamos o entendimento de políticas a serem adotadas na Capital e tivemos total apoio do vereador, que é médico e tem atuação ampla na saúde”, destacou a presidente.

Também participou da reunião o representante do Núcleo de Saúde Mental do Conselho, Psicólogo Márcio Godoy, que falou do planejamento de uma audiência para 18 de maio, quando se comemora o Dia Nacional da Luta Antimanicomial, em prol da saúde mental, para levar à sociedade as ações realizadas em Campo Grande e as propostas de melhorias para o atendimento dos usuários. “Seguimos trabalhando para que a psicologia esteja presente a todos e todas”, disse Márcio Godoy.

Assessoria de Imprensa do Vereador

Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.