logo
01.01.2017 · Posse
Vereadores, prefeito e vice são empossados em solenidade
img_3434_posse_vereadores_fto_izaias_medeiros

Em solenidade na tarde deste domingo (1° de janeiro) foram empossados os 29 vereadores, o prefeito Marcos Trad e a vice-prefeita Adriane Lopes eleitos nas eleições de 2016. O Anfiteatro do Centro de Convenções “Rubens Gil de Camillo” ficou lotado para acompanhar a posse oficial dos membros do Legislativo e do Executivo Municipal.

Foram empossados os vereadores André Salineiro, Odilon de Oliveira, Dr. Loester, Gilmar da Cruz, Dr. Livio, Lucas de Lima, Papy, Prof. João Rocha, Elias Longo, Ademir Santana, João César Matto Grosso, Betinho, Delegado Wellington, Vinicius de Siqueira, Dr. Antonio Cruz, Valdir Gomes, Carlão, Veterinário Francisco, Pastor Jeremias Flores, Ayrton de Araújo do PT, Chiquinho Telles, Cazuza, William Maksoud, Paulo Siufi, Enfermeiro Fritz, Dharleng Campos, Otávio Trad, Eduardo Romero e Enfermeira Cida Amaral.

Em seu pronunciamento, em nome de todos os parlamentares empossados, o vereador André Salineiro destacou que “esse é um dos dias mais importantes de nossas vidas. É com imensa responsabilidade que hoje tomamos posse como vereadores de Campo Grande, sabendo que toda coletividade, toda sociedade está esperando de nós uma resposta, uma resposta de mudança de comportamento político. Estamos aqui humildemente para correr atrás das respostas. Que venham os problemas, estamos aqui justamente para tentar solucioná-los como políticos que nos propusemos a ser”, disse.

Ao discursar, o prefeito Marcos Trad destacou que “nunca, em toda a sua história, a cidade viveu um caos tão dramático. Uma confluência de erros e equívocos, fruto de avaliações políticas pouco racionais, que foram se somando, levando-nos hoje ao quadro que se apresenta: uma cidade destruída, desaparelhada, falida financeira e economicamente. Por isso, digo: nada se resolverá com mágicas e pirotecnia publicitária. Nada será solucionado sem trabalho incansável e luta diária”, disse.

Marcos Trad se comprometeu a incrementar ações emergenciais para que a cidade “volte a respirar” e acrescentou “vamos tapar os buracos, limpar as ruas e as praças, resolver os problemas mais urgentes na área da saúde, não deixar que as criancinhas fiquem sem merenda e material escolar, regularizar a coleta de lixo, enfim, fazer o básico para dar condições operacionais à cidade. Vamos nos debruçar sobre a questão do transporte coletivo. Vamos construir um novo ambiente de prosperidade com justiça e bom senso, usando a força do diálogo. A folha salarial será regularizada. O servidor municipal será respeitado. O prefeito não pode se investir da figura da vítima e, ao mesmo tempo, do ser punitivo, acima de todos os poderes. O prefeito tem que cuidar da cidade. Numa democracia cada instituição tem o seu papel, sua função e obrigação para com a cidadania”, afirmou.

A mesa de autoridades foi composta pelo deputado estadual Lidio Lopes, o deputado federal Luiz Henrique Mandetta, o ex-prefeito Alcides Bernal, o arcebispo metropolitano da Arquidiocese de Campo Grande, Dom Dimas Lara Barbosa e o Chefe da Casa Civil do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, Sérgio de Paula, além dos vereadores Prof. João Rocha, Carlão e Dharleng Campos.

 

Paulline Carrilho

Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal

 

Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.