logo
16.10.2013 · Câmara Comunitária
Moradores do Jardim Batistão apresentam reivindicações em Sessão Comunitária
682ca86f15d49a483aac13ead94e5bad

Os moradores do bairro Jardim Batistão receberam na manhã desta quarta-feira (16), a 17ª edição da Sessão Comunitária, realizada na quadra de esportes da Escola Municipal “Imaculada Conceição”.

 

Em seu pronunciamento, o presidente da Casa de Leis, vereador Mario Cesar destacou a importância da Sessão Comunitária. “A Sessão Comunitária é a oportunidade de dar vez e voz à sociedade. Estamos quebrando paradigmas. Sempre dizem que os vereadores ficam ausentes e só aparecem em época de campanha. Estamos avançando nesse sentido, estamos indo ao encontro da população, indo ao encontro daqueles que ficam distantes do nosso trabalho e não tem como acompanhar as sessões na Câmara. Estamos conseguindo essa interlocução. Estamos aqui a favor de Campo Grande, lutando pelo bem de Campo Grande desde o início”, salientou.

 

De acordo com o presidente do Conselho Regional do Lagoa, Alexandre Moura, a Sessão Comunitária é uma boa oportunidade da população conhecer de perto o processo político-administrativo do município. “Somente por meio de uma política voltada para o povo é que vamos construir uma cidade melhor. Onde tem maior necessidade deve haver maior presença do Poder Público. O Portal Caiobá não tem asfalto, a Associação de Moradores não tem uma sede, não tem lazer para os jovens. O Jardim Ouro Verde é o primeiro conjunto da EMHA e até hoje não tem asfalto, nem esgoto nas ruas. Os moradores convivem com lama, poeira, buracos e precisam de patrolamento. O Jardim Mato Grosso e a Vila Kellen também precisam de patrolamento e a continuação da obra da Praça da Juventude, que está parada. Peço ainda iluminação pública para a Avenida Dr. Nasri Siufi, que está sem luz porque os fios foram furtados”, afirmou.

 

O conselheiro da Região do Lagoa, João Romero solicitou aos vereadores iluminação pública, com colocação de braço de luminária na Rua Melvin Jones, que está uma escuridão, assim como a Rua Vital Brasil no bairro Caiçara. “Quero pedir o recapeamento da rua Souto Maior e reforçar o pedido de semáforo na Rua Xavantes com a Rua Pará, ali acontecem acidentes graves, essa rua dá acesso à escola e as crianças são obrigadas a atravessarem correndo”, reivindicou.

 

Segundo o presidente do Conselho Regional Anhanduizinho, José Arantes, “a região do grande Lageado precisa de asfalto, essa é uma das prioridades do Conselho do Anhanduizinho, e quero pedir que seja contemplado nas emendas ao Orçamento de 2014. O Jardim Ouro Preto também está sem asfalto”, disse.

 

Para o presidente da Associação de Moradores do Bairro Jardim Ouro Verde, Damião João de Almeida, “o Jardim Ouro Verde vive um problema sério, apenas 5% do bairro é asfaltado e as bocas de lobo estão entupidas. Os postes do bairro são de madeira, já círam dois, colocando as crianças em risco”.

 

A aluna do 9° ano da Escola Municipal “Imaculada Conceição”, Fernanda Souza, pediu aos vereadores a construção de um ponto de ônibus mais próximo da escola, a colocação de um semáforo na confluência da Travessa Bornéu, com a Rua Pará e também a construção de uma praça de lazer no bairro Tijuca II.

 

Conforme, o presidente do bairro Jardim Aero Rancho, Nilson Ferreira de Oliveira, conhecido como “Nilsão”, o asfaltamento da Rua Globo de Ouro foi paralisado. “O dinheiro é do Governo Federal e a Prefeitura parou a obra que já estava quase no final. Quero pedir também a limpeza dos bueiros do bairro e o conserto do buracão da Rua Independente”, ressaltou.

 

Por fim, André Paulino, presidente do Bairro Jardim Ouro Preto reivindicou aos parlamentares a apresentação de um Projeto obrigando a Prefeitura a construir os Centros Comunitários nos bairros. “Fiz uma ação para o Dia das Crianças, com 200 crianças, mas tive que fazer na minha casa, que é o endereço provisório do Centro Comunitário, porque não tem uma sede própria. Queremos oferecer cursos para a comunidade, mas não temos um local. A Câmara podia fazer um Projeto para a Prefeitura faça esses Centros Comunitários”, sugeriu.

 

A sessão contou com a presença do diretor da Escola Municipal “Imaculada Conceição”, Aristides José, e dos vereadores Mario Cesar, Delei Pinheiro, Carla Stephanini, Luiza Ribeiro, Coringa, Vanderlei Cabeludo, Chiquinho Telles, Engenheiro Edson, Professora Rose, Chocolate, Paulo Pedra, Alex do PT e Juliana Zorzo.

 

Todas as solicitações apresentadas serão transformadas em indicações, Projetos, ofícios e requerimentos a serem encaminhados ao Poder Executivo para que sejam devidamente atendidas.

 

Paulline Carrilho
Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal

Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.