logo
23.06.2016 · Visita
Câmara aprova Requerimento convidando Elizeu Dionizio para relembrar motivos que levaram à cassação de Bernal
1854073e8b13fdd3e1125867e5ec6a17

Os vereadores de Campo Grande aprovaram na sessão ordinária desta quinta-feira (23) Requerimento convidando o deputado federal Elizeu Dionísio (PSDB) para vir até a Câmara Municipal discorrer sobre o relatório final referente à CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Inadimplência, que resultou na instauração da Comissão Processante e conseqüente cassação do prefeito Alcides Bernal em março de 2014.

 

O Requerimento, apresentado pelo vereador Edil Albuquerque, tem como objetivo permitir que o ex-vereador e deputado federal, que foi relator da CPI da Inadimplência à época, tenha a oportunidade de relembrar à população os motivos e instrumentos utilizados na comprovação da existência de irregularidades e ilicitudes praticados pelo prefeito Alcides Bernal.

 

Procurado pelo vereador Edil, Elizeu Dionizio já se prontificou e aceitou o convite da Casa de Leis, mas ainda não há data definida para a visita.

 

De acordo com o texto do Requerimento, o relatório elaborado por Elizeu Dionizio confirma o descumprimento dos dispositivos legais, notadamente pelos documentos disponibilizados e os depoimentos colhidos pela CPI, que revelaram a existência de uma quantidade significativa de irregularidades e ilicitudes praticadas pelo prefeito Alcides Bernal.

 

Para Edil Albuquerque, autor do Requerimento, “o deputado federal Elizeu precisa vir a esta Casa de Leis discorrer sobre esse relatório final para a população relembrar os sete crimes que culminaram no afastamento do prefeito. Todo mundo precisa relembrar os crimes praticados pelo Bernal”, afirmou. 

 

Paulline Carrilho

Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal

Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.