Vereador Marcelo Bluma critica urbanização negociada no município

29.03.2012 · 12:00 · Palavra Livre

Na sessão ordinária desta quinta-feira (28.03) da Casa Legislativa, o vereador Marcelo Bluma (PV) destacou a importância da reunião da Comissão Permanente de Meio Ambiente da Câmara Municipal com membros do Conselho Municipal de Meio Ambiente (CMMA), realizada na última quarta-feira. Para o vereador, que preside a Comissão de Meio Ambiente, o encontro com membros do Conselho possibilita o estreitamento das propostas relacionadas à área ambiental no município.

 

“Na reunião foi possível perceber que a sociedade campo-grandense, expressa pelos membros do Conselho, tem uma série de expectativas com relação às questões que precisam ser resolvidas no município”, ressaltou. Na oportunidade, os membros discutiram sobre diversos temas, entre eles o problema da drenagem, o transporte de massas e a urbanização negociada.

 

Para Bluma, os grandes empreendimentos que estão sendo instalados na cidade por intermédio da urbanização negociada vão acabar por prejudicar o trânsito e a urbanização da região, além de afetar o meio ambiente. “Na reunião percebemos que a maioria dos conselheiros tem sérias restrições com relação a esse dispositivo e entendem que a urbanização negociada tem que ser conduzida com cautela, sob pena de perdermos o controle do desenho urbano da nossa cidade e de ver o nosso trânsito ficar cada vez mais caótico”.

 

Bluma defendeu que as atividades desenvolvidas hoje no município sejam feitas pensando nas consequências futuras. “Precisamos pensar no planejamento da cidade, se não Campo Grande poderá se transformar em uma cidade semelhante a São Paulo e Salvador, onde há problemas enormes com relação ao trânsito, por exemplo”, defendeu.

 

Juliana Belarmino

Assessoria de Imprensa Vereador Marcelo Bluma