logo
10.08.2021 · Vereador Ronilço Guerreiro
Ronilço Guerreiro diz que rotatórias têm deixado trânsito de Campo Grande um caos
whatsapp_image_2021_08_10_at_12_36_52

O vereador Ronilço Guerreiro destacou na sessão de hoje, da Câmara Municipal de Campo Grande, que um estudo precisa ser feito em algumas rotatórias da cidade. Segundo o vereador, uma Capital com 900 mil moradores precisa ter a mobilidade urbana bem organizada, pensando em viadutos e semaforização.

Guerreiro destacou algumas das rotatórias que hoje travam o trânsito de Campo Grande, como a que fica no cruzamento das ruas Arthur Jorge com a Rachid Neder, duas da avenida Ernesto Geisel, esquina com a Rachid Neder e esquina com a Euler de Azevedo, além da rotatória da Euler de Azevedo com a Tamandaré.

“Sei que não é barato realizar uma obra como essa, mas precisamos tomar providências urgentes. Hoje o trânsito da cidade está um caos e, em horário de pico, piora. Quando você chega em algumas dessas rotatórias vê a dificuldade que é atravessar a cidade, principalmente pela falta de sinalização”, comentou o vereador.

Ronilço ressalta ainda que o trânsito na cidade está ainda pior, pois muitas obras estão sendo realizadas. “As obras são muito importantes para o desenvolvimento de nossa cidade, com certeza vão trazer melhorias, mas hoje está muito difícil andar pela cidade. Precisamos de uma sinalização melhor e da atuação dos agentes de trânsito para fazer com que o fluxo melhore”.

“Já participei de reuniões na Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos e levei alguns pedidos e ouvi que algumas dessas rotatórias já estão em avaliação, com a da Euler de Azevedo com a Tamandaré, que deve ter o início das obras ainda neste ano, porém as outras precisam ser estudadas e com urgência”, complementou.

Mais informações sobre o  mandato do vereador Ronilço Guerreiro pelo site www.souguerreiro.com ou pelo WhatsApp 99909-0019.

Assessoria de imprensa do vereador

Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.