logo
19.09.2019 · Vereador Dr. Loester
“Racha de Rua é Crime! Correr só no Autódromo" “É preciso apoiar e aderir,” afirma o Médico Parlamentar sobre campanha
img_20190919_wa0080

Nesta quinta – feira (19) o vereador Dr Loester Nunes de Oliveira (MDB) recebeu em seu gabinete a visita de Nilton Junior, ele é Presidente da Associação de Pilotos Amadores de Automóvel Misto, de Competição, Motocicleta e Preparadores do Estado de Mato Grosso do Sul, a APPA 67, junto com seu vice – presidente Roni Viegas. Eles vieram à Câmara Municipal para falar da Campanha “Racha de Rua é Crime! Correr só no Autódromo!" e do Projeto de Lei 37/2019 de autoria do Poder Executivo que regulamenta o uso do autódromo de Campo Grande, que já está tramitando na casa.

“Há mais de 2 anos a gente vem realizando esse evento aqui nessa cidade para o desenvolvimento do esporte automotor e da implementação da economia social para fazer o giro econômico. Bem como o lazer e principalmente o educacional com a nossa campanha “Racha de Rua é Crime! Correr só no Autódromo!". Com essa possibilidade que veio do executivo uma lei para regulamentar o uso do autódromo, nós nos sentimos na obrigação de somar junto ao poder público. Porque é fácil para população cobrar e exigir sem que eles possam participar. Então viemos aqui apresentar para os vereadores um pouco da nossa história, o que a gente tem feito para capital e este autódromo e fazer encaminhamentos também para alterar o Projeto, que nós entendemos que veio meio bruto. Vamos ajudar essa casa de leis que determina os rumos da cidade e aprimora aquilo que está acontecendo.” Ressalta Nilton Junior.

“Esporte é saúde, é vida! É importante que as pessoas que gostam de correr, de fazer racha, use o autódromo e não faça isso nas ruas colocando em risco a vida das pessoas,” diz dr Loester que aderiu à campanha e já colou o adesivo em seu carro.

O Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran/MS) orienta as pessoas para legalizar seus veículos modificados, como o caso dos automóveis rebaixados o mais rápido possível. Segundo o Código Brasileiro de Trânsito, esses "pegas" são considerados crimes. Esses "rachas", são corridas ilícitas praticadas em áreas urbanas, rural ou rodovias entre automóveis e motocicletas e não podem ser praticados em vias públicas, mas sim, em locais fechados e com organização.

Andrea Barros

Assessoria de Imprensa do Vereador

Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.