logo
11.07.2019 · Vereador Dr. Cury
“Precisamos buscar alternativas para que os pediatras sejam valorizados e as crianças atendidas com mais atenção”, diz Dr. Cury em Audiência Pública
whatsapp_image_2019_07_10_at_13_27_11_1

Como médico especialista em pediatria há 43 anos, Dr. Cury não vê a Unidade de Pronto Atendimento Pediátrico (UPA) como resolutividade e eficiência para as necessidades das crianças. O tema foi debatido nesta quarta-feira (10/7), na Câmara Municipal de Campo Grande, em Audiência Pública, a qual o vereador secretariou.

Uma das proposições na audiência, é que além das unidades de saúde, a população possa ter um local específico, onde terá à disposição especialistas para atendimento das crianças.

O debate contou com a presença do Secretário da Secretaria Municipal de Saúde (SESAU), José Mauro, da Promotora da 32ª Promotoria de Justiça do Ministério Público de Mato Grosso do Sul, Filomena Fluminhan, da Coordenadora do Conselho Municipal de Saúde de Campo Grande, Maria Auxiliadora Ribeiro, pediatras, mães e pais e representante da Secretaria Estadual de Saúde.

Para Dr. Cury, a melhor alternativa é a criação de um Hospital Municipal ou um Hospital Pediátrico, em Campo Grande. “Há falta de pediatras em todo o Brasil, principalmente pela falta de estímulo aos profissionais. Precisamos buscar alternativas para que eles sejam valorizados e as crianças bem atendidas, com mais atenção e de maneira diferenciada. Entendo o apelo dos pais e estamos buscando uma solução”, explicou.

O secretário José Mauro confirmou que a UPA do Bairro Coronel Antonino é a que tem mais pediatras atendendo, menos aos domingos, que ainda não há atendimento do profissional especializado. Ainda segundo José Mauro, está em andamento concurso com 60 vagas de médicos pediatras no município. “Com essas vagas, pretendemos completar as escalas das 10 UPAs existentes e também estamos planejando formalizar parceria com hospitais privados para ampliar os atendimentos com mais profissionais e leitos”, afirmou. 

A promotora de Justiça Filomena Fluminhan explicou que não é possível manter pediatras em todas as escalas das UPAs. Deste modo, o Ministério Público é favorável a proposta de centralizar os atendimentos às crianças. “É um tema emblemático. A médio prazo, o Hospital Municipal seria solução. Mas, temos dificuldade em lotar pediatras nas escalas das unidades”, alegou.  

 

Assessoria de Imprensa do Vereador

 

Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.