logo
28.05.2019 · Vereador Eduardo Romero
Período crítico de incêndios inicia e comitê quer diminuir número de pacientes e danos ambientais
convite_lanamento_campanha_2019

De junho a setembro é considerado período crítico em relação ao número de incêndios urbanos e florestais, que refletem negativamente tanto na saúde quanto no meio ambiente. Por conta do período, na próxima segunda-feira, 3, às 9h, o Comitê Municipal de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais e Urbanos de Campo Grande inicia a campanha anual de combate aos incêndios urbanos e florestais.

Em Campo Grande está em vigor a lei municipal denominada Agosto Alaranjado, que é de autoria do vereador vice-presidente da Comissão Permanente de Meio Ambiente, Eduardo Romero (Rede). A menção a agosto é porque tradicionalmente é o mês considerado de maior registro de focos, mas as ações iniciam antes e terminam depois deste mês referência.

Este ano as atividades do ‘Diga não às queimadas urbanas’ tem como tema ‘Onde tem queimada, não tem saúde!’. Para se ter uma ideia da gravidade que os incêndios urbanos e florestais Em 2018, o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul combateu mais de 2.300 focos e incêndios em vegetação (zona urbana e rural) em Campo Grande. Ainda no período, a rede pública de saúde da Capital atendeu quase 60 mil ocorrências médicas decorrentes de problemas respiratórios. Esse número equivale a mais de 160 casos atendidos por dia.

A prática das queimadas também causam outros danos à população. O fogo em terrenos e em entulhos causam danos à rede de distribuição de energia elétrica. Em 2018 foram registradas 23 ocorrências do tipo emergência, sendo 16 com interrupção de energia. Foram 284 serviços de fornecimento aos clientes interrompidos com duração média de 240 minutos.

Sobre o Comitê

O Comitê Municipal de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais e Urbanos de Campo Grande- MS foi instituído pelo Decreto n. 13.366, de 12 de dezembro de 2017, e possui o objetivo de realizar intercâmbio de informações e o planejar ações conjuntas voltadas à prevenção de riscos e ao combate dos focos de incêndios.

Composto por 17 órgãos e entidades: Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (PLANURB); Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil - Gabinete do Prefeito (COMPDEC/GAPRE); Secretaria Especial de Segurança e Defesa Social (SESDES); Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana (SEMADUR); Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (SISEP); Secretaria Municipal de Educação (SEMED); Secretaria Municipal de Saúde (SESAU); Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul; Polícia Militar Ambiental (PMA/MS); Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (IMASUL); Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (IBAMA); Polícia Rodoviária Federal (PRF); Sindicato Rural de Campo Grande-MS; Instituição de Ensino Superior; Câmara Municipal de Campo Grande; Conselho Municipal de Meio Ambiente (CMMA); e Conselhos Regionais. 

 

Assessoria de Imprensa do Vereador 

Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.