logo
13.11.2013 · Câmara Comunitária
Na última Sessão Comunitária do ano, moradores marcam presença e fazem reivindicações
e44c55a948ffb0784efdddb1bb3672eb
Realizada na manhã desta quarta-feira (13) na Paróquia Cristo Bom Pastor, no Conjunto União, a última Sessão Comunitária do ano contou com a presença maciça da comunidade local, que teve a oportunidade de discutir com os vereadores melhorias para a região. Ao todo, oito lideranças fizeram uso da palavra nesta 21ª edição do projeto. As reivindicações vão desde academias ao ar livre até pistas de caminhada para a população.
 
“Nada mais justo do que o Poder Legislativo ir até onde o povo está, estreitando o relacionamento, ouvindo críticas e sugestões para nossos mandatos. Queremos sair da teoria e atuar na prática da representatividade popular”, discursou o presidente da Câmara Municipal, vereador Mario Cesar.
 
o presidente da Associação de Moradores do Oliveira I e II, Eder de Oliveira, afirmou que a região está esquecida pelo Poder Executivo e que, apesar de os vereadores estarem trabalhando pela região, pouca coisa tem chegado à comunidade. 
 
“Nossa região está abandonada. A infraestrutura que temos está se deteriorando por falta de manutenção da Prefeitura. A praça do União, que estava prevista para receber pista de caminhada e academia ao ar livre, só ficou com o piso. Os aparelhos até hoje não foram instalados. O posto de saúde que deveria ter sido inaugurado este ano, nem guarda tem mais. A obra que está abandonada, faltando apenas 5% para sua conclusão. Falta iluminação e Ceinf. A nova administração assumiu e sumiu”, criticou.
 
O vereador Carlos Augusto Borges, o Carlão, fez questão de ressaltar que já apresentou muitas indicações para a região, embora pouco tenha saído do papel. Para ele, o Executivo precisa pensar mais nos bairros e dar valor ao trabalho da Câmara. “Não vou atrapalhar o prefeito. Ele pode contar com meu voto em tudo que ele mandar para Câmara visando o desenvolvimento da Capital, mas ele precisa fazer a sua parte”, ponderou.
 
José Carlos Teixeira, que é liderança comunitária da região e suplente de vereador, afirmou que a presença dos vereadores nos bairros está modificando o conceito da política na cidade. 
 
“Infelizmente o prefeito não está seguindo este exemplo, porque não o vejo aqui e nenhum de seus secretários. É preciso fazermos uma força tarefa para melhorarmos nossa região”, disse.
 
Já o morador Cleido Medeiros ressaltou que mora há mais de 30 anos no Conjunto União. Para ele, a falta de manutenção na praça a promessa de instalação da academia ao ar livre, que ainda não saiu do papel, são as maiores reclações dos moradores. “Existem senhoras que fazem artes marciais na praça e que querem se exercitar, mas sem essas melhorias fica difícil”, bradou.
 
Francisco Mesquita, presidente da União Municipal de Associações de Moradores, cobrou celeridade nas obras da Praça da Juventude, além do término das obras do posto de saúde do Oliveira e pavimentação do Jardim Mato Grosso e Vila Kellem. “Falta medicamentos, médicos e enfermeiros nos postos da região. A merenda escolar precisa de fiscalização e a iluminação pública precisa de reparos”, enumerou.
 
Janaína Gaspar
Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.