logo
29.08.2019 · Palavra Livre
Na Tribuna, motociclista alerta para o perigo do uso do cerol na prática de soltar pipas
img_5747

Durante a sessão ordinária desta quinta-feira (29), o diretor da Hog-Harley Owners Group, Gustavo Piveta Assunção, usou a Tribuna para falar sobre o Projeto de Lei 9.467/2019, que institui a Semana Municipal de Prevenção de Acidentes com Pipas no Município de Campo Grande. O convite para falar sobre o tema foi feito pela vereadora Enfermeira Cida, que também é autora do referido Projeto.

Gustavo Piveta alertou na Tribuna o risco do uso de objetos cortantes para a prática de soltar pipas, como o cerol, para a vida dos motociclistas. “Morre de 100 a 200 motociclistas por ano no Brasil por conta do uso do cerol, segundo dados não oficiais”, disse.

Na Tribuna, Gustavo explicou: “O uso da pipa sempre foi um esporte, uma finalidade de lazer desde a China Antiga, o uso da pipa para competição foi inventado com um artefato criminoso chamado cerol, composto de cola branca de sapateiro com caco de vidro moído, e pior que o cerol, uma evolução , é o cerol feito com limalha de ferro, além de ser mais cortante que o cerol, danifica a rede elétrica. Ainda tem a linha chilena, um composto de quartzo moído com óxido moído, essa linha pronta é quatro vezes mais cortante que o cerol, disse.

Para autora do Projeto de Lei 9.467/2019, vereadora enfermeira Cida a conscientização da população é a melhor maneira de solucionar o problema. “Estou propondo a semana de prevenção, pois, eu acredito que a prevenção é a melhor solução. Não basta ter lei, temos que conscientizar o nosso povo sobre os riscos do cerol”, salientou.

Dayane Parron

Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal

 

Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.