logo
23.04.2014 · Câmara Comunitária
Mau cheiro também é a principal reclamação de moradores do Dom Antônio Barbosa
f83a99345f8aa574e2c5fb11d3c114c9

O mau cheiro que paira sobre a região urbana do Anhanduizinho, provocado pelo lixão e pela estação de tratamento de esgoto instalada no local, foi a principal reclamação apresentadaspor moradores e líderes comunitários durante Sessão Comunitária realizada na manhã desta quarta-feira (23) no Bairro Dom Antônio Barbosa.

 

A 10ª edição da Sessão Comunitária foi realizada na Escola Municipal “Padre Tomaz Ghirardelli”, sendo a segunda realizada na região do Anhanduizinho em menos de 30 dias. No último dia 9 de abril os vereadores realizaram Sessão Comunitária no bairro Parque do Lageado, onde o problema do mau cheiro também já havia sido denunciado pela comunidade.

 

O presidente da Associação de Moradores do Bairro Parque do Sol, Celso Luiz de Paulo sugeriu aos parlamentares a criação de uma força-tarefa para buscar soluções para a região, que carece de atenção do Poder Público. “Precisamos realizar audiências públicas para discutir os problemas da nossa região. Tudo que os outros bairros não querem vem cá, como estação de tratamento de esgoto, presídio federal, semiaberto da Gameleira, lixão. Todos vêem essa região com maus olhos. Campo Grande deve muito para essa região. Todo lixo da cidade vem cá. Não temos bônus, não temos nenhuma contrapartida do Poder Público. A gente fica só com a estação de tratamento de esgoto, agüentando o mau cheiro, mas não temos esgoto no nosso bairro”, reivindicou.

 

Segundo o líder comunitário do Residencial José Teruel Filho, Jéferson Benitez, é preciso dar prioridade à creche do bairro Parque do Sol. “Temos muitas crianças nas ruas, porque os pais precisam trabalhar e não tem onde deixar os filhos. É preciso dar mais carinho a essa região”, afirmou.

 

Já o conselheiro Regional do Anhanduizinho, Valdomiro Ávila agradeceu o videomonitoramento que será instalado no Bairro Los Angeles e Jardim das Meninas, o que irá melhor a segurança na região.”Fomos beneficiados com essas câmeras de monitoramento, atendendo um pedido da população que sempre pedia mais segurança, agora só falta o esgoto”, afirmou.

 

Em seu pronunciamento o presidente do Conselho Fiscal da FAMEMS, Francisco Souza Silva, conhecido como “Chico Capeta”, reivindicou asfalto, esgoto e instalação de quebra-molas em frente ao Ceinf do Bairro Dom Antônio Barbosa.

 

O presidente do Jardim Aero Rancho III, Nilson Ferreira de Oliveira afirmou que “a Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Trabalho e Habitação) está para perder uma verba de R$ 270 mil para terminar o asfalto em 3 quadras da Rua Globo do Ouro e 4 quadras da Rua Independente. Vamos perder esse dinheiro que está na Caixa Econômica, porque o secretário Semy não sai do ar condicionado. Quero sugerir que os vereadores façam essa sessão comunitária lá no barracão do lixão, a tarde, para sentirem o mau cheiro do local e para que os moradores possam participar e apresentar suas reivindicações”, afirmou.

 

 

Aos vereadores, a diretora adjunta da Escola Municipal “Padre Thomas Ghirardelli”, professora Maria Sebastiana Souza Molina reforçou o pedido dos 1.400 alunos que sofrem com a falta de um local apropriado para a prática de esportes e lazer. “A nossa quadra de esportes está interditada, porque está caindo um pouco de tijolo e está perigoso. Já foi feito o pedido de reparo, mas até agora não conseguimos uma resposta. Os alunos reclamam muito pela falta de uma área para prática de esporte e por isso peço a ajuda da Câmara para termos uma área verde de lazer no bairro”, afirmou.

 

O Professor Ataíde Ramão Neto também ressaltou a importância da prática de esportes na prevenção ao uso de drogas entre os jovens e reivindicou uma área adequada para os alunos praticarem atividade física. “Precisamos aqui de um Projeto Social para os nossos jovens, com uma área para prática de esportes. Não temos em nosso bairro um Posto 24 horas, o posto mais próximo fica na Coophavila. Somos um bairro grande, que precisa de um posto 24 horas. Quero aproveitar e pedir também para que vereadores olhassem para a condição dos professores, olhassem pelo nosso aumento. Todos dizem que o professor é essencial para a comunidade, mas não vemos esse respeito de fato, não vemos essa melhora no trabalho. Precisamos de um olhar mais atento do Poder Público”, pediu.

 

Por fim, a presidente da Associação de Moradores do Bairro Vespasiano Martins, Matilde Mendonça Gomes de Freitas, solicitou mais segurança ao bairro que fica entre os bairros Los Angeles e Dom Antonio. “Ficamos no meio do fogo cruzado. Somos o bairro mais esquecido. Temos várias áreas públicas abandonadas, cheias de sujeira. Não temos Centro Comunitário. Já conseguimos um Ceinf que será inaugurado e já temos esgoto em um bom pedaço, mas ainda falta muita coisa”, alegou.

 

Marcaram presença na Sessão Comunitária os vereadores Mario Cesar, Carlão, Coringa, Dr. Loester, Ayrton de Araújo do PT, Herculano Borges, Carla Stephanini, Luiza Ribeiro, Chiquinho Telles, Gilmar da Cruz, Chocolate, Zeca do PT e Paulo Pedra.

 

As reivindicações e sugestões apresentadas na Sessão Comunitária serão transformadas em Indicações, Ofícios, Requerimentos e Projetos, a serem encaminhados à Prefeitura Municipal em nome dos 29 vereadores da Casa de Leis.

 

Paulline Carrilho
Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal

Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.