logo
06.03.2019 · Vereador Chiquinho Telles
Índice de infestação predial de 4.7% coloca Moreninhas sob risco de surto de dengue
chiquinho_telles_e_agentes_de_saude_1

 

Quando o índice de infestação predial é superior a 4%,  há risco de surto de dengue. Conforme o último levantamento, a região das Moreninhas apresenta o indicador de 4.7%.

Preocupado com esse resultado, o líder do prefeito na Câmara Municipal, vereador Chiquinho Telles (PSD), fez questão de levar o seu apoio, e agradecer aos Agentes de Saúde por, em pleno período de Carnaval, realizarem mutirão de combate ao Aedes aegypti na região das Moreninhas e no bairro José Maksoud. “Temos que nos sensibilizar com esta luta, pois somente com a união de esforços vamos vencer essa guerra”, disse.

A ação teve início no sábado (2/3), e se estendeu até terça-feira (5/3.  Durante a concentração dos agentes de Saúde, que se deu no Parque Jacques da Luz, o Parlamentar reconheceu o esforço que os servidores têm feito para diminuir o número de casos de dengue nos bairros com alto índice de notificação. Ele ressaltou que é preciso que todos façam parte da mobilização no combate ao mosquito Aedes aegypti – transmissor não só da dengue, mas também do zika e chikungunya. “É nosso dever cuidar do nosso quintal, zelando pela saúde de nossa família e de nossos vizinhos”.

No decorrer do lançamento do mutirão, os agentes de Saúde pediram apoio de Chiquinho Telles para que eles possam ter mais autonomia na realização do trabalho de combate ao mosquito Aedes. Segundo o coordenador da ação, assessor técnico Lourival Pereira, da Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais (CCEV), “precisamos de uma Lei ou decreto que, após o morador repetir o erro de permitir criadouro do Aedes aegypti, tenhamos o poder de notificá-lo, ou até mesmo multá-lo, pois infelizmente só desta forma poderemos fazer com que essas pessoas assumam suas reponsabilidades”.

‘Olhar vigilante’

O secretário municipal de Governo e Relações Institucionais, Antônio Cézar Lacerda Alves (PSD), que na ocasião representou o prefeito Marquinhos Trad (PSD), agradeceu a Chiquinho Telles  pelo olhar atencioso e disposição em colaborar com as ações de combate ao Aedes. “Chiquinho sempre foi um vereador vigilante,  que vive a comunidade 24 horas por dia, e por isso entendeu que essa região passa por uma incidência maior que outras regiões, e precisava buscar os soldados que atuam na linha de frente de uma situação como essa, que são os agentes de Saúde”, afirmou.

Segundo Lacerda, a Prefeitura teve pedido deferido pela Justiça de ingressar em imóveis particulares para eliminar os focos do mosquito. “90% dos criadouros estão nas residências. E agora, vamos fazer o serviço que os proprietários de imóveis que se encontram fechados deveriam fazer”, avisou.

 

De acordo com informações divulgadas pela Prefeitura, de janeiro até o dia 26 de fevereiro foram notificados 6.414 casos de dengue, resultado que coloca Campo Grande em situação de epidemia da doença, levando em consideração o limite de 300 casos para cada 100 mil habitantes. 

Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.