logo
08.05.2014 · Câmara Comunitária
Em Sessão Comunitária, moradores reforçam necessidade de asfalto e UBS no Lagoa
8b8e5931ce47d2e6e2381c16e3f6a9d5
Moradores da região urbana do Lagoa, principalmente dos bairros Santa Emília e São Conrado, reforçaram, na noite desta quarta-feira (7), a necessidade de asfaltamento e implantação de uma UBS (Unidade Básica de Saúde) na região. Eles participaram, na Escola Municipal Professora Maria Tereza Rodrigues, de mais uma edição da Sessão Comunitária, a 12ª realizada este ano – já foram 33 somente na atual Legislatura.
 
“Aqui mesmo, na rua do colégio, não tem asfalto. Não temos UBS. Entra prefeito e sai prefeito, o Ceinf (Centro de Educação Infantil) está parado, incompleto. Gostaria que olhassem com mais carinho para a comunidade”, disse a vice-presidente do Conselho Regional do Lagoa, Hilca Medeiros. 
 
A sessão foi realizada no período noturno para que mais moradores pudessem participar. Reivindicações e sugestões serão transformadas em Indicações, Ofícios, Requerimentos e Projetos, a serem encaminhados à Prefeitura Municipal. As proposições serão apresentadas em nome dos 29 vereadores da Casa de Leis.
 
Morador do São Conrado há 20 anos, Samir Espíndola ressaltou que não integra associações de moradores ou conselhos regionais. No entanto, como munícipe, também cobrou melhorias para sua região. “Não sou presidente de nada, mas, onde vou, escuto: ‘cadê o dinheiro de nossos impostos?’. Nossa região está carente da presença do administrador. A gente só quer que esse imposto volte em melhorias”, disse.
 
Tamanha a necessidade de asfalto na região, alguns moradores estariam dispostos até mesmo a asfaltar a rua com cimento, sem qualquer tipo de engenharia, segundo lideranças relataram durante a sessão. “Existe muita coisa aqui a ser feita. O São Conrado é um bairro muito grande e carente. Precisamos de asfalto e mais segurança”, enumerou Mariano Nunes Pereira.
 
Já a construção de uma Unidade Básica de Saúde no bairro foi cobrada pelo presidente da Associação de Moradores do Santa Emília, Julio César. “Tem pessoas que não têm condições de seguirem para serem atendidas no São Contado e no Buriti, e ficam sem atendimento. Tendo saúde, o resto é conseqüência”, disse, cobrando uma solução para áreas desocupadas na região.
 
O presidente da Câmara Municipal, vereador Mario Cesar, destacou que a Casa de Leis não irá se furtar de ir aos bairros, ouvir elogios, sugestões e críticas. “Estamos aqui para ouvir os moradores. Quando você se dispõe a ser um homem público, defender o coletivo, tem que estar disposto a isso. Temos que nos adaptar a essa sociedade mais participativa e atenta”, afirmou, frisando que duas emendas no Orçamento, elaboradas pelos conselheiros regionais, preveem asfaltamento no Santa Emília e São Conrado.
 
Jeozadaque Garcia
Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal
Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.