logo
18.12.2015 · Posse
Dr. Livio, Roberto Durães e Dr. Cury são empossados vereadores de Campo Grande
f1f80b139e4aca771b0f284aecc92669

Em solenidade na manhã desta sexta-feira (18) foram empossados oficialmente como vereadores de Campo Grande Roberto Santos Durães (PT), Dr. Eduardo Cury (PT do B) e Lívio Viana de Oliveira Leite (PSDB).

 

Roberto Durães ficou no lugar de Thais Helena (PT), enquanto Livio assume o cargo de Delei Pinheiro (PSD) e Dr. Cury, que já estava atuando como suplente, assume a titularidade do cargo de vereador no lugar de Paulo Pedra (PDT).

 

Os três novos vereadores entregaram oficialmente os documentos necessários e firmaram o compromisso legal de posse, lendo o juramento e prometendo “cumprir e manter as constituições estadual e municipal, a Lei Orgânica do Município, observar as leis gerais pelo bem geral do povo e pela integridade e autonomia do município”.

 

Segundo o vereador Dr. Cury, “este é um momento muito especial. Eu quis ser vereador, porque depois de 40 anos de medicina, eu cheguei em um ponto da minha vida profissional em que não conseguia mais alcançar algo que pudesse contribuir com a população. Isso me decepcionou, mesmo tendo implantado o Samu. Eu quero conquistar os trabalhos que não consegui fazer como servidor público. Quero reforçar meu compromisso. Qualquer coisa que seja por Campo Grande contem comigo, qualquer coisa que for por Campo Grande vamos debater, discutir”, disse

 

Em seu discurso, Dr. Livio destacou a “finalidade desta Câmara, isto é um Parlamento, construído para elevar e enobrecer os melhores valores humanos. Não será um pêsame compor esta Casa, esta é uma Casa de Leis, aqui está o espírito das leis, trazendo isonomia para todo o coletivo de cidadãos, aqui paira a vontade geral, o que não significa a vontade da maioria, no âmago significa fazer o que deve ser feito na direção do bem coletivo, fazer o que é certo”, revelou.

 

Emocionado, Roberto Durães desabafou “sofri muito para chegar onde estou. Fui candidato 12 vezes, em três delas estranhamente não cheguei. Vim para esta Casa trazendo na minha formação de caráter a hierarquização. Sou um soldado, venho para somar e aprender com os senhores, que podemos criar um mundo melhor. É uma vergonha o que este país está passando, as pessoas estão sofrendo, com desemprego. Só eu sei o calvário que passei para chegar nesse mandato, o calvário de pessoas que só tentaram me destruir”, frisou.

 

Em nome de todos os parlamentares, o 2° secretário Carlão desejou boas vindas aos novos vereadores de Campo Grande. “Aqui nessa Casa vocês vão ter de nós vereadores, verdadeiros parceiros e amigos, com pensamentos diferentes, porque aqui temos todas as classes sociais. Aqui não se aprova uma moção sem assinatura dos nobres pares, uma só andorinha não faz verão. Não há um só parlamentar que faça uma lei sozinho, o Plenário é soberano. Amigos verdadeiros vocês vão encontrar, vamos continuar trabalhando. Vamos ter dificuldades sim, mas desistir nunca. Estamos abrindo os braços para que vocês possam desenvolver um bom trabalho, à altura dos eleitores de vocês”, disse.

 

Também usou a Palavra, o deputado estadual Prof. Rinaldo (PSDB), que discursou em nome da Assembleia Legislativa e afirmou “nunca vivemos um momento tão difícil no Brasil e em Campo Grande. Já dizia Platão: aqueles que não gostam de participar da política, serão governados por aqueles que gostam. Na política não tem espaço vazio, vivemos num Estado Democrático de Direito, nossa a arma é o voto, a crítica. Devemos continuar acreditando nas instituições, fazendo o melhor pela nossa população. Aos novos vereadores desejo que Deus lhes dêem discernimento e sabedoria para saber traduzir as vontades do povo”, disse.

 

Por fim, o presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, vereador Prof. João Rocha revelou que os novos parlamentares “trazem luzes para esta Casa, sangue novo. Num momento difícil, por que passa a política nesse país, mas não é difícil para quem faz política séria, para quem acredita no Estado Democrático de Direito, que garante a democracia, poder este que querem destruir. Aqui acertamos e erramos, mas fomos legitimamente eleitos para representar a população de Campo Grande. Ao votar, o eleitor deposita ali sua confiança, a qual precisa nos balizar até 2016. Este mandato não é nosso, é do povo, estamos aqui por um período para cumprir uma missão e uma função de fazer o melhor que podemos. Ninguém chegou aqui sem ser votado, sem ser escolhido, ninguém caiu aqui de paraquedas”, disse o chefe do Poder Legislativo Municipal. 

 

Paulline Carrilho

Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal

Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.