logo
29.11.2019 · Outras Notícias
Documentário reforça importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata
telas_novembroazul

Para finalizar o mês de apoio à Campanha Novembro Azul, a Câmara Municipal de Campo Grande lançou, nesta sexta-feira (29), um documentário que visa reforçar a importância do exame e, principalmente, do diagnóstico precoce do câncer de próstata. O material, preparado durante todo o mês, está disponível em todas as plataformas digitais da Casa de Leis e pode ser conferido ao final da matéria.

“A forma de enfrentar essa doença é realmente fazendo a prevenção para que nós possamos diagnosticar com antecedência. Em diagnosticado, fazendo o tratamento e ter a possibilidade de cura e de longevidade”, reforçou o presidente da Casa, vereador Prof. João Rocha.

O documentário traz entrevistas com especialistas e conta a história do vereador Carlos Augusto Borges, o Carlão, que venceu um câncer de próstata há cerca de 10 anos. “Quando eu descobri isso, eu falei: eu nunca bebi, não era fumante, nunca procurei fazer uma vida arriscada. Eu sempre me cuidei da saúde e apareceu esse câncer em mim”, lembrou.

Carlão optou pela retirada da próstata, e fez a cirurgia em 2006. Mas, em 2008, seu PSA voltou a subir. Foram necessárias mais 40 sessões de radioterapia para, finalmente, vencer a doença. “Nesses 13 anos que eu fiz essa cirurgia, eu estou curado desse câncer maligno que poderia ter tirado minha vida”, completou.

Além disso, a equipe da Câmara acompanhou o vereador Dr. Lívio durante a realização de um exame de rotina com o médico Marcelo de Arruda, outro personagem do vídeo. 

“O cara que não se cuida, o homem que não se cuida, é um covarde. Não tem como a gente dizer de outra forma. O cara que acha que ele é o Super-Homem, o cara que acha que está consciente de que a saúde dele está de ferro, é um cara que é extremamente egoísta, um cara que está pensando só em si”, disse o parlamentar.

Confira o documentário:

Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.