logo
07.06.2021 · Vereadora Camila Jara
Após pedido de Camila Jara, lactantes começam a receber vacina contra a Covid-19
oficio_camila_site

Ofício foi encaminhado pela vereadora à Sesau no dia 31 de maio  

Começou neste domingo (06) a vacinação de lactantes contra a Covid-19 em Campo Grande. A abertura do cadastro e a inclusão desse grupo como prioritário para a imunização aconteceu após ofício encaminhado pela vereadora Camila Jara (PT) ao Secretário de Saúde do município, José Mauro Pinto de Castro Filho, no último dia 31 de maio.

O ofício pedia a inclusão de mulheres que amamentam seus filhos, independentemente da idade, no grupo prioritário junto com as puérperas, que foram convocadas para tomar a primeira dose no dia 24 de maio.

“Eu não sou mãe, mas não pude deixar de me solidarizar às milhares de mulheres que mesmo com um filho no colo e no meio de uma pandemia não puderam descansar. São principalmente mulheres negras e/ou pobres que em momento algum puderam deixar de trabalhar, que já não tinham creche pública para seus filhos e que precisam terceirizar o cuidado para creches comunitárias, babás, filhos mais velhos, vizinhos ou parentes e assim expor pessoas que ainda não foram vacinadas”, afirmou a vereadora.

Na sexta-feira, dia 04 de junho, a prefeitura abriu o cadastro para lactantes acima de 30 anos e com filhos com até 2 anos e anunciou a vacinação exclusiva para esse grupo no domingo, dia 07 de junho, em um único ponto de vacinação: o Guanandizão. Pelo menos 1,6 mil mulheres receberam a primeira dose da vacina Pfizer/BioNTech.

Com nova remessa prevista para o dia 09 de junho, a prefeitura anunciou que a vacinação do grupo deve continuar nos próximos dias.

Uma vacina protege dois

O pedido encaminhado à Sesau pela vereadora se baseia em estudos científicos que comprovam a transferência de anticorpos da mãe para a criança através da amamentação.

Foi buscando essa imunização 2 em 1 que a jornalista Fernanda Kintschner comemorou sua vez de vacinar. Mãe da pequena Maya, de 8 meses, ela acordou cedo neste domingo para garantir sua dose. “Fico mais tranquila porque assim a gente pode melhorar o quadro, o familiar pelo menos, porque, por exemplo, meu marido vai demorar ainda pra conseguir se vacinar, não faz parte de nenhum grupo de risco, é jovem, e tem saído pra trabalhar, então agora sei que as chances de adoecermos são menores”, comentou.

Bianca Bianchi 

Assessoria de Imprensa da Vereadora

 

Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.