logo
25.06.2019 · Vereador Odilon de Oliveira
Após aprovação da LDO, vereador Odilon é elogiado pelos colegas de Casa
img_7396_ver_odilon_de_oliveira_fto_izaias_medeiros

Lei foi aprovada em primeira discussão e votação por unanimidade pela Câmara. Foram incorporadas 152 emendas ao texto original.

Hoje (25) foi aprovado, em primeira discussão e votação, a Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) por unanimidade pela Câmara de Vereadores de Campo Grande. A relatoria do PL ficou a cargo do vice-presidente da Comissão de Finanças e Orçamento da Casa de Leis, vereador Odilon de Oliveira Júnior que, após a provação da LDO, teve o trabalho reconhecido e elogiado pelos seus pares.

O presidente da Câmara, Professor João Rocha, enalteceu o fato de que, apesar do vereador Odilon estar em seu primeiro mandato, conduziu com maestria o relatório denso, contemplando em amplitude às emendas dos colegas. “Fico muito feliz por ver um parlamentar jovem em legislatura, fazer um trabalho tão bem elaborado, o que culminou com a votação e aprovação da LEI pela Câmara por unanimidade”, ressaltou.

Posteriormente, o presidente da Comissão de Finanças, vereador Eduardo Romero, também enalteceu o trabalho realizado pelo colega. “Desde a entrega da LEI a Casa pelo Executivo, o vereador Odilon se dispôs a fazer e elaborar o relatório. Ele queria estar à frente deste trabalho, pois entendeu que seria uma oportunidade única de se aprofundar ainda mais na legislação que rege o Orçamento Público Municipal”, revelou.

O Projeto de Lei, contendo 152 emendas aprovadas, precisa passar por segunda votação e discussão. Na sequência, segue para o prefeito Marquinhos Trad para sanção ou veto. Segundo o relator, as áreas de infraestrutura e segurança pública lideraram as sugestões apresentadas pelos vereadores. No total, foram 268 emendas apresentadas, as quais foram aglutinadas em 152, devido a adequações ou repetições, segundo o vereador Odilon de Oliveira. 

A LDO é usada para estabelecer metas da administração pública e como base para elaborar o orçamento, que é definido por meio da Lei Orçamentária Anual (LOA). O montante consolidado do orçamento será encaminhado em outro projeto de lei do Executivo, baseado nessas diretrizes definidas, o qual deve chegar à Casa de Leis até 30 de setembro de 2019.

A LDO aponta projeção da receita de R$ 4,3 bilhões para o próximo ano. No dia 29 de maio, foi feita Audiência Pública para debater a lei de diretrizes orçamentárias do Município de Campo Grande para o exercício de 2020. 

Assessoria de Imprensa do Vereador

Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.