logo
07.02.2020 · Vereador Ademir Santana
Ademir Santana volta a reivindicar a construção do Hospital Municipal de CG
2_sessao

Na segunda sessão ordinária de 2020, o vereador Ademir Santana usou a palavra para, mais um ano, reivindicar pela construção do Hospital Municipal para Campo Grande.

Desde o início do mandato, o parlamentar luta para que as obras saiam do papel e passe a ser uma realidade para a população.  E durante a sessão desta quinta-feira, com a participação do médico, Ronaldo Costa, que usou a Tribuna para falar sobre o Fundo Municipal de Saúde de Campo Grande e sobre o funcionamento do Hospital do Trauma, o vereador Ademir Santana aproveitou para cobrar o início das obras para a construção do Hospital Municipal de Campo Grande. A campanha já conta com mais de 20 mil assinaturas.

“Hoje, um leito de hospital tem um custo muito alto para os cofres públicos e com a construção do hospital municipal, poderemos abaixar bem esse valor. Em Campo Grande temos muitos hospitais bons e de referência, porém sem estrutura para atender a nossa população. Como o Hospital do Câncer, que tens bons profissionais, mas poderia melhorar e muito se o governo e a prefeitura se unissem para ampliar o atendimento e a estrutura do local, aos pacientes e suas famílias, que por diversas vezes precisam se deslocar para outras cidades para fazer o tratamento, gerando despesas altas, causando transtornos financeiros e emocionais aos que mais precisam de ajuda”, avalia.

Ao ser questionado sobre a complexidade e o alto investimento que envolve a construção de um hospital desse porte, Ademir Santana argumentou que se empresas privadas investem alto em construção de hospitais é porque há demanda suficiente. Ele ainda destacou que essa é uma questão de mobilização junto ao Senado e à Câmara Federal para buscar os recursos necessários. E que a longo prazo trará enorme economia para o município, já que uma obra dessa ordem evitaria a superlotação e o atendimento precário.

“Eu me prontifiquei a abraçar essa causa. Sei que as coisas não acontecem de uma hora para outra. Vejo o exemplo do Hospital do Trauma, que demorou mais de 20 anos para ser concluído e agora está prestes a ser inaugurado. Ainda que tenha demorado muito, não teria sido concluído se ficássemos apenas no plano das discussões. Vou buscar técnicos que ajudem a elaborar o plano, vou buscar recursos. Quero convencer o poder executivo da capital de que o hospital municipal é uma saída segura e permanente para a saúde pública de Campo Grande”, ponderou.

PARCERIA – Durante sua fala, Ademir Santana ressaltou a importância da parceria entre o prefeito Marquinhos Trad e o Ministro da Saúde, Luis Henrique Mandetta, que após reunião em Brasília, no ano passado, oficializaram que Campo Grande receberá investimentos na saúde. Como o Programa Saúde na Hora, que visa ampliar o acesso da população aos serviços da Atenção Primária, como consultas médicas e odontológicas, coleta de exames laboratoriais, aplicação de vacinas e pré-natal. A iniciativa amplia ainda os recursos mensais a municípios que estenderem o horário de funcionamento das unidades de saúde para o período da noite, além de permanecerem de portas abertas durante o horário de almoço e, opcionalmente, aos fins de semana.

Assessoria de Imprensa do Vereador 

Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.