logo
13.07.2017 · Comissões
Comissão do IMPCG entrega relatório final à Mesa Diretora

A Comissão Especial criada em janeiro deste ano na Câmara Municipal para apurar denúncias de rombo e irregularidades no IMPCG (Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande) concluiu os trabalhos e entregou, nesta quinta-feira (13), o relatório final à Mesa Diretora da Casa. Confira AQUI a íntegra do documento.

O documento, de 51 páginas e dezenas de anexos, foi elaborado com base nos seis meses de trabalho no colegiado, que identificou uma série de irregularidades no instituto, responsável pela gestão da previdência do funcionalismo público municipal. A Comissão, além de apontar as falhas que causaram um rombo milionário no órgão, ainda elenca uma série de medidas que devem ser adotadas para reestruturá-lo financeiramente.

“Foi um trabalho árduo, feito por muitas mãos. Aqui, damos início a uma discussão grave, importante, referente ao direito do servidor público municipal. O tripé que faz essa organização, assistência, social e previdenciário, está precisando de uma reestruturação. Os encaminhamentos serão feitos no próximo semestre”, afirmou o vereador Fritz, presidente da Comissão.

Para o vereador Eduardo Romero, o trabalho técnico desenvolvido pelos parlamentares foi fundamental para escancarar as irregularidades no IMPCG. “Teremos o recesso para ler e analisar com cautela esse relatório. É fundamental esse trabalho técnico, já que sabemos as dificuldades de manutenção do IMPCG. Temos discutido no país inteiro a problemática previdenciária e Campo Grande não está fora desse circuito. Os dados revelados e apontados são de suma importancia para definição de rumos e ajustes no IMPCG, e até mesmo para repsonsabilização de agentes públicos. O trabalho do Legislativo, na fiscalização, é árduo e silencioso, com informações que dificilmente encontramos em portais de transparência”, disse.

No reltório, consta que há indícios de divergência de valores e de informações a respeito do caixa do órgão, que deveria estar com pouco mais de R$ 110 milhões, fato que foi publicado no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande), onde os demonstrativos apontavam que, em janeiro de 2013, havia R$ 110.650.995,27 no IMPCG, e em 30 de maio de 2016, o montante era de R$ 874.552,19, ou seja, decréscimo de R$ 109.776.443,08.

A Comissão foi composta pelos vereadores Enfermeiro Fritz (presidente), Enfermeira Cida Amaral (relatora), Pastor Jeremias Flores, William Maksoud, Chico Veterinário e Dr. Livio.

Jeozadaque Garcia
Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal