logo
08.05.2017 · Eventos
Com presença de Ministro, Câmara sedia seminário que define rumos do esporte em Campo Grande
img_9886_lancamento_do_sistema_municipal_de_espoete_e_lazer_fto_izaias_medeiros

Em parceria com a Câmara Municipal, a Prefeitura de Campo Grande, através da Fundação Municipal de Esporte (Funesp), realizou nesta segunda-feira (8), na sede da Casa de Leis, a abertura do seminário para debater com a sociedade a elaboração do Sistema Municipal de Esporte e Lazer. O evento propõe um novo direcionamento para as políticas públicas de esporte e lazer para Campo Grande, contou com a presença de autoridades como o ministro do esporte Leonardo Picciani, o prefeito Marcos Trad, o presidente da Câmara Municipal, Professor João Rocha, a vice-governadora Rose Modesto, o diretor-presidente da Funesp, Rodrigo Terra, o diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Miranda, além dos deputados estaduais Marcio Fernandes, Herculano Borges e Antonieta Amorim, e do deputado federal Carlos Marun.

 

As atividades deram início no estacionamento da Casa de Leis pela manhã, com atividades ao ar livre, aulas de zumba e apresentação do Grupo de Professoras de Ginástica e seguiram com as atividades para abertura do Seminário no Plenário Oliva Enciso, com apresentação de Ginástica Rítmica do Parque Jacques da Luz, apresentação de capoeira, apresentação do grupo de dança da Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Campo Grande MS), demonstração de uma aula de ginástica na cadeira e apresentação dos músicos Marcos Assunção e Rafael Bendo. O evento também foi acompanhado pelos vereadores Delegado Wellington (PSDB), Papy (SD), Chiquinho Telles (PSD), Enfermeira Cida Amaral (PTN), Otávio Trad (PTB), Dharleng Campos (PP), Pastor Jeremias Flores (PT do B), Veterinário Francisco (PSB), Gilmar da Cruz (PRB), Valdir Gomes (PP) e André Salineiro (PSDB).

 

O Ministro dos esportes, Leonardo Picciani, parabenizou a organização do projeto desenvolvido e defendido pelas três esferas de governo. “Quando as esferas de governo somam esforços, quem ganha é a população, quando os políticos se perdem na briga de vaidades, quem perde é a população. Saio daqui hoje muito feliz, em ver a defesa dos gestores de Mato Grosso do Sul na valorização do esporte. Devemos valorizar os gestores que valorizam os esporte como uma política pública de primeira grandeza, todos aqueles que acreditam no potencial transformador do esporte, potencial de inclusão social, potencial econômico, na geração de emprego e de oportunidades. Parabenizo a todos por essa ação, colocando isso na lei do município, independente de quem estiver a frente do governo. Aqui hoje somos todos do partido do esporte, que supera as dificuldades, aceita desafios, e traz alegria e esperança pra o nosso País. Pode ter certeza, o Ministério do Esporte será parceiro de Campo Grande, de Mato Grosso do Sul, na promoção de política pública do esporte, vamos ajudar na recuperação dos parques, na conquista da pista de atletismo, isso tudo é mérito de cada um de vocês aqui presente, que uniram forças, para gerir o esporte em Mato Grosso do Sul, por valorizar o esporte brasileiro”, elogiou. 

 

O diretor-presidente da Funesp, Rodrigo Terra, em seu discurso de abertura do evento, explicou a proposta da criação de um Sistema Municipal de Esporte e Lazer para a Capital. “Hoje ficará marcado na história da cidade, como um divisor de águas para o esporte. O sistema será uma ferramenta de gestão de políticas públicas para o esporte e lazer. O nosso compromisso, com a criação deste sistema municipal é definir com transparência e responsabilidade as competências dos entes federativos responsáveis pelo esporte. Além disso, trabalhar pela construção de conselhos, para acompanhar e fiscalizar as atividades que estão sendo desenvolvidas no setor. É fundamental também que haja conferências, ouvindo efetivamente cada cidadão, para que possamos construir uma política que represente o desejo e anseios da população, a partir dessas conferências, criar um plano municipal de esporte e lazer. Isso irá definir em longo prazo, uma política de planejamento. E por fim, criar um fundo municipal, que defina claramente de onde vem o recurso para investimento na política de esporte e lazer e saber para onde vai este recurso, quais critérios adotados”, pontuou Rodrigo Terra.

 

De acordo com Professor João Rocha, “estamos aqui hoje assumindo a responsabilidade de avaliar esse sistema, que dá o seu primeiro passo iniciando uma construção para o futuro. Hoje se torna um marco histórico para nossa cidade, tenho certeza que vai irradiar para outros municípios do Estado e do país e também para os governos estaduais. A união é que vai fazer com que essa crise se transforme em criatividade e vitória. E vitória se consegue com as mãos unidas e bons princípios, com políticas públicas verdadeiras”, avaliou. A opinião do presidente da Casa de Leis também foi compartilhada pela vice-governadora Rose Modesto. “Eu sei o efeito que o esporte provoca na vida das pessoas, combatendo a violência, e também na prevenção da saúde. Hoje inicia a construção de um novo modelo para o esporte, junto com a população, que sabe das dificuldades enfrentadas no dia a dia”, acrescentou.

 

O Prefeito da Capital, Marcos Trad, reforçou em seu discurso que o trabalho desenvolvido na atual gestão existe pela força de vontade da população. “Aqui não tem sigla de partido, aqui o partido é Campo Grande. Quando assumimos a prefeitura, constatamos nove parques da cidade completamente abandonados, hoje, além do debate da criação de um sistema municipal de esporte e lazer, estamos aqui, na presença do Ministro do Esporte, Leonardo Picciani ,para pedir ajuda financeira para reconstruir estes parques para o bem da população. A ideia deste seminário é confeccionar através de um projeto de lei, tudo o que for colocado em discussão, para que a nossa cidade possa ter o seu nome gravado na história nacional do País”, destacou. O Prefeito Marcos Trad, ao fim do seu pronunciamento, ainda entregou ao Ministro quatro camisetas dos times profissionais da Capital, em forma de homenageá-lo pela sua presença na discussão abordada no Seminário.

 

Marcelo Miranda, diretor-presidente da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul), afirmou: “é fundamental essa discussão abordada no seminário, porque se não houver uma definição das responsabilidades dos entes envolvidos no esporte, é muito difícil para o gestor direcionar os recursos públicos, para que sejam utilizados com transparência e consigam atender toda população”, disse. De acordo com o Deputado Estadual, Herculano Borges, Campo Grande vive um momento histórico. “Quero parabenizar o Rodrigo Terra, por trazer essa discussão, com a criação desse sistema vamos poder sistematizar o esporte e, com isso, o nosso esporte será tratado de uma forma mais honrosa e objetiva”, analisou.

 

O evento prossegue durante todo o dia na Câmara Municipal, finalizando com a formação de uma comissão que formalizará uma proposta de lei para a Prefeitura encaminhar para os vereadores analisarem e votarem.

 

Dayane Parron

Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal

Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.