logo
10.07.2018 · Vereador Delegado Wellington
Aumento de furtos de cabos de energia é motivo de pedido de audiência pública pelo vereador Delegado Wellington
whatsapp_image_2018_07_10_at_13_17_32

Um crime corriqueiro que vem se intensificando em Campo Grande foi motivo pedido de audiência pública durante sessão plenária desta terça-feira (10) pelo vereador Delegado Wellington. Nessa semana foram furtados 700m de cabos de energia da avenida Manoel da Costa Lima, deixando a via em completa escuridão e prejudicando o funcionamento da semaforização, prejuízo de R$ 240 mil dos cofres públicos. Além desse, outros casos estão ocorrendo nas principais avenidas da Capital causando grandes prejuízos à população, sendo necessária a discussão para apresentação de alternativas de solução, como a mudança da infraestrutura na implantação desses fios e tecnologias para diminuir as oportunidades do criminoso.

 “São diversos casos desde o começo do ano nas principais avenidas da Capital, Afonso Pena, Lúdio Martins Coelho, Cônsul Assaf Trad, entre outras.   Além da insegurança que a falta de energia gera, também há outras questões como o aumento dos acidentes de trânsito e a falta de energia em lugares vitais, como hospitais e residências que mantém equipamentos para pessoas doentes”, justificou o vereador.   

O parlamentar indignou-se com a situação que se alastra pela Capital e cobrou providências para a resolutividade do problema com a punição adequada. “Chamo a atenção de todos os munícipes de Campo Grande, é impossível que ninguém veja a pessoa furtando 700m ou km de fios de nossa cidade e não aciona a polícia. Quem furta tem que queimar o fio para extrair o cobre e nesse procedimento ninguém vê para poder denunciar? É inacreditável”, cobrou o vereador.

Além da problemática gerada por esses furtos, ainda há outro crime subsidiário que é o de receptação qualificada, previsto no artigo 180 do código penal, que recorre àquele que adquirir, receber, transportar, conduzir ou ocultar, em proveito próprio ou alheio, coisa que sabe ser produto de crime. “Temos outro grande problema que é o da receptação qualificada, crime previsto na lei. Se há os furtos, há quem compre e ganhe com isso, precisamos acabar com essa cadeia criminosa. Por ser um crime sem muitos agravantes, a polícia prende e a justiça solta em audiência de custódia, temos que pensar em soluções efetivas”, pontuou o vereador.

O vereador Carlão elogiou a atitude do vereador Delegado Wellington por abordar um tema de tamanha relevância para sociedade e disse que o dinheiro que poderia ser aplicado em outras áreas, vai ser utilizado para a reposição desses fios. “Infelizmente, um dinheiro que poderia ser utilizado em áreas importantes como a saúde será utilizado para repor os fios, por isso é importante a punição. Quero parabenizar vossa excelência pela relevância do tema que não é só de segurança, mas um tema social.Vossa excelência tem contribuído muito na questão de mostrar onde tem o problema e o caminho para a solução”, elogiou Carlão.

Denúncias – Para denunciar esse crime basta utilizar desses canais de comunicação, ligar no 190, acionar a Delegacia Virtual no endereço eletrônico http://devir.pc.ms.gov.br/#/, ou acionar o aplicativo da Câmara participativa, disponível no site da Câmara Municipal http://www.camara.ms.gov.br/

Solange Mori
Assessoria de Imprensa do Vereador

Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.